Modalidade de crédito: entenda alguns modelos

Modalidade de crédito: entenda alguns modelos

A tomada de crédito ainda é vista com extrema ressalva por grande parte dos empreendedores no Brasil. Muito comumente, o capital utilizado no exercício da atividade advém completa ou majoritariamente do patrimônio dos sócios, que acabam por optar em não recorrer às instituições de crédito como forma de auxílio, seja em razão taxas cobradas pelas instituições, seja por não se sentirem confortáveis com a ideia de assumirem o papel de devedor, ou pelo simples receio em função do desconhecimento deste procedimento.

Não somente, o Brasil, infelizmente, se encontra bem próximo ao topo da lista dos países com o maior Spread bancário do mundo, ficando em segundo lugar na lista, o que dificulta significativamente o início da atividade empreendedora.

Em uma breve explicação, o Spread pode ser compreendido como a diferença entre as taxas de juros cobradas pelas instituições financeiras para realizarem empréstimos à terceiros, e o valor pelo qual estas remuneram o dinheiro de seus correntistas.

Quando se trata da aquisição de crédito, a forma mais comum é o empréstimo, concedido pelas grandes instituições financeiras, normalmente sendo realizado em longo prazo, onde as taxas de juros são extremamente elevadas, muitas vezes inviabilizando projetos futuros da empresa, comprometendo seu orçamento somente como o pagamento da dívida.

Ocorre, porém, que na atualidade, cada vez mais negócios surgem com a presença substancial do capital de terceiros. Isto porque, surgem cada vez mais instituições voltadas ao financiamento da atividade do micro, pequeno e médio empreendedor, que oferecem crédito por uma taxa mais acessível, com menos burocracia. É o caso das cooperativas de créditos, sites de CrowdFoundings, investidores anjo, etc.

Por meio da cooperativa de crédito, o tomador tem a oportunidade de obter atendimento personalizado para suas necessidades. A cooperativa de crédito é uma instituição financeira a partir de uma associação de pessoas, voltada à prestação serviços financeiros exclusivamente aos seus associados. Elas desempenham os principais serviços oferecidos pelos bancos tradicionais, como conta-corrente, aplicações financeiras, cartão de crédito, empréstimos e financiamentos. O cooperativismo não visa lucros e justamente por isso, apresenta um Spread significativamente mais reduzido.

O CrowdFundig, ou financiamento coletivo, consiste em uma modalidade extremamente utilizada por Startups, onde várias pessoas contribuem com pequenas quantias, por meio da internet. Nesta modalidade, a empresa tomadora estabelece um valor o qual acredita ser o necessário para dar início à sua atividade. As ideias, projetos e negócios são anunciados em sites, onde os usuários que se sentirem identificados podem realizar pequenos aportes, até que o valor desejado seja atingido. No Brasil, existem várias plataformas voltadas para o Crowdfunding. Ao acessá-las, é possível realizar o seu cadastro e fazer a solicitação para que o seu projeto seja divulgado. Caso os recursos arrecadados sejam inferiores à meta, o projeto não é financiado e o montante arrecadado volta para os doadores. Esta modalidade utiliza do valor da comunidade, pulverizando o valor total entre vários contribuintes, sendo uma alternativa extremamente barata para o tomador.

Por fim, o Investidor Anjo, consiste em uma pessoa ou empresa, que, além de realizar um aporte financeiro no negócio, utiliza de seu conhecimento como propulsor da atividade. É uma modalidade extremamente vantajosa para o tomador de crédito, mas simultaneamente árdua, já que o investidor deve ser convencido de que o negócio em questão é viável e poderá dar resultados. A posição que é exercida não é de co-gestor, mas sim um conselheiro, utilizando do know how que possui.

Cabe ressaltar que todas estas modalidades citadas acima têm recebido forte apoio do Governo, como alternativas de grande potencial de impulsionar a atividade econômica, com melhores condições de pagamento, menos exigências e burocracia.

 

Postado por:  Rafael Paraguassu

Nenhum comentário

Desculpe, o formulário de comentários está fechado neste momento.

WhatsApp Chat
Enviar